Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Reunião define formas de inclusão de jovens com deficiência à JMJ



Foi realizada na última semana uma reunião da JMJ com o secretário nacional da Pastoral dos Surdos, César Bacchim, e alguns integrantes da pastoral. A reunião teve como objetivo organizar como será realizada a participação das pessoas com deficiência auditiva, visual, física e intelectual na Jornada Mundial da Juventude Rio2013.

Segundo Bacchim, a melhor palavra para definir a reunião foi inclusão porque todos os jovens com deficiência estão incluídos, sendo sempre bem-vindos, pois todos são cristãos. “Cada área específica deve ser tratada de forma também específica. Por exemplo, os surdos devem ter um intérprete para que eles comuniquem bem a mensagem que a Igreja vai passar para eles. Então, as pessoas com deficiência do Brasil e do mundo querem estar incluídos não como um grupo isolado ou separado, mas como um grupo totalmente integrado”, frisou.

Bacchim também destacou a criação de uma comissão de pessoas com deficiência na JMJ, que vai tratar de temas específicos, como a hospedagem para os deficientes e a comunicação, entre outros. “A gente não quer que as pessoas com deficiência participem apenas assistindo, mas que, de fato, participem de forma ativa, fazendo leituras, danças, cantos e que estejam incluídos”, explicou.

O casal de deficientes auditivos Rodrigo e Janise Simão afirmou, através da linguagem de sinais (LIBRAS), que esperam que todos os deficientes auditivos do Rio e do Brasil estejam bem animados e unidos para a JMJ e que estão entusiasmados com a proximidade da Jornada. O jovem Thiago da Cunha, que também tem deficiência auditiva, também espera que a JMJ seja um momento de união entre todas as pessoas com deficiência auditiva no Rio de Janeiro e deseja que venham voluntários para cooperarem e ajudarem os outros jovens.

Fonte: Rio2013
Postar um comentário

Planeta Brasileiro