Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O que é Mística???


O amor não é amado saía Francisco gritando por todas as estradas, ruas e bosques da Úmbria. Que amor é esse que precisa ser amado. O amor da sublimação, da transcendência, a qualificação da vida a partir daquilo que se crê. Mas não crer não significa credo. As religiões hoje trabalham muito em cima de doutrinas, credo, catequeses, doutrinação. Ninguém se converte professando credo, porque Deus não é professar; Deus é sentir. Deus é percepção. Deus está dentro de mim e não fora de mim.
Ele sai de dentro para fora a partir de um sentimento, de uma busca, de uma emersão profunda, que muda, que sente. Isso é mística: o movimento da interioridade. Que está no centro e diz: Venha!
Deus é para ser sentido. Como fala aquele canto, que é um credo franciscano: “Doce é sentir em meu coração....”
Você já percebeu que é parte de uma imensa vida? Que você não está sozinho. Essa é a mística da percepção.
O que é mística? E apenas um revanche da pós-modernidade sobre a modernidade, que excluiu o sagrado de sua cultura profana. Da sua cultura consumista e mercantilista. Será que é apenas uma reação contra o esvaziamento religioso. O certo é que estamos vivendo um grande momento histórico. Estamos vivendo um grande momento da visualização explícita: a proclamação da sede do divino. Nunca se falou tanto de Deus! Nunca se buscou tanto Deus!
Postar um comentário

Planeta Brasileiro