Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 5 de abril de 2011

Igrejas cristãs celebram nova diretoria na CNBB


O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic) realizará no próximo dia 28, na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em Brasília, a Celebração em Ação de Graças pelo início dos trabalhos de sua nova diretoria. A celebração terá início às 19h30, na capela Nossa Senhora Aparecida, da CNBB.

Nova diretoria

A nova diretoria do Conic foi eleita durante a 14ª Assembleia Geral do Conselho, que aconteceu nos dias 11 e 12 de março, no Rio de Janeiro. O bispo da Dioese de Chapecó (SC), Dom Manoel João Francisco, é o novo presidente. Ele sucede o pastor sinodal Carlos Augusto Möller, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), no cargo desde 2006.
Além de Dom Manoel, da Igreja Católica Romana (ICAR), foram eleitos, para a 1ª vice-presidência, Dom Francisco de Assis da Silva, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), e para a 2ª vice-presidência, a presbítera Elinete Wanderlei Paes Muller, da Igreja Presbiteriana Unida (IPU). A secretária eleita foi Zulmira Ines Lourena Gomes da Costa, da Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia (ISOA) e para tesoureiro a Assembleia escolheu o pastor sinodal Altermir Labes, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB).
Para o Conselho Fiscal foram eleitos o pastor Marcos Ebeling (IECLB), monsenhor Pacheco Filho, da Igreja Católica Romana (ICAR) e Fabiano Nunes (IEAB). O mandato da nova diretoria vai até 2015.
Fonte: CNBB
Postar um comentário

Planeta Brasileiro