Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Números mostram as alterações no episcopado brasileiro



bisposnovos_blogEntre 5 de maio de 2010 e 27 de abril de 2011 houve 66 alterações no episcopado brasileiro. As nomeações foram 20, sendo três para o Regional Leste 1 (Rio de Janeiro); três para o Regional Nordeste 5 (Maranhão); três para o Norte 1 (Norte do Amazonas e Roraima); duas para o Regional Nordeste 1 (Ceará); mais duas para o Sul 3 (Rio Grande do Sul); e uma para cada um dos Regionais Leste 2 (Espírito Santo e Minas Gerais), Sul 1 (São Paulo), Sul 2 (Paraná) e Norte 2 (Pará e Amapá). Foi nomeado ainda um bispo auxiliar para o Ordinariado Militar do Brasil e um bispo do ordinário para os fiéis de Rito Oriental sem Ordinário próprio.
As transferências foram 13. Sul 4 (Santa Catarina) e Leste 2 (Espírito Santo e Minas Gerais), foram os Regionais que mais receberam transferências com três cada um. Em seguida receberam duas transferências os Regionais Nordeste 3 (Bahia e Sergipe) e Sul 2 (Paraná). Sul 1 (São Paulo) e Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás e Tocantins) receberam uma transferência cada.
De 5 de maio de 2010 até 23 de fevereiro de 2011, aconteceram as seguintes renúncias no episcopado: Maranhão (Regional Nordeste 5) e Paraná (Regional Sul 2) tiveram o maior número com três renúncias. O Rio de Janeiro (Leste 1) teve duas e seis Regionais (Sul 4, Nordeste 3, Sul 1, Norte 2, Leste 1 e Centro-Oeste) tiveram uma renúncia cada.
Faleceram 11 bispos em sete Regionais. No Nordeste 2, Sul 1, Nordeste 3, Centro-Oeste perderam dois bispos cada um. Norte 1, Leste 2, e Nordeste 5 tiveram um falecimento cada.
Foram criadas duas novas dioceses: a de Salgueiro (PE) que tem dom frei Magnus Henrique Lopes como bispo e de Camaçari (BA) que tem dom João Carlos Petrini. Em abril deste ano foram criadas também três novas províncias eclesiásticas no Rio Grande do Sul. A arquidiocese de Santa Maria que abrange as dioceses de Uruguaiana, Cruz Alta, Santo Ângelo, Santa Cruz do Sul e Cachoeira do Sul. A arquidiocese de Passo Fundo, província que abrange as dioceses de Vacaria, Frederico Westphalen e Erexim e a província de Pelotas que compreende as dioceses de Bagé e Rio Grande.
Ainda no Regional Sul a arquidiocese de Porto Alegre foi desmembrada ficando a Província composta das dioceses de Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Osório e Montenegro.
A Igreja no Brasil teve também a criação de um novo cardeal, dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida (SP) e a transferência para a Cúria Romana de dom João Braz de Aviz que era arcebispo de Brasília e agora é prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro