Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Adultos devem servir de exemplo para jovens, enfatiza Bento XVI


O Papa Bento XVI salienta que os adultos devem servir de exemplo e apoio aos jovens
O Papa Bento XVI enfatizou, em mensagem enviada, neste fim de semana, à XIV Assembleia Nacional da Ação Católica Italiana, como os leigos podem ser pontos de referência e ajudar os jovens e adolescentes a crescerem na fé.

Os jovens e adolescentes, disse o Papa, “têm diante de si o exemplo de homens e mulheres contentes com sua fé, que querem acompanhar as novas gerações com amor, sabedoria e oração”.

Para o pontífice os adultos podem ajudar os jovens e adolescentes a enfrentar os problemas e dilemas do cotidiano como a defesa da vida, sofrimentos por separações e abandono, a solidariedade diante das desgraças e a ajuda aos pobres e refugiados.

O Santo Padre ressalta aos jovens que ter um padre como assistente pode ajudá-los na busca pela santidade. “Nas dioceses sois chamados a colaborar com vossos bispos, de modo constante, fiéis e diretos, com a vida e missão da Igreja”, disse o Papa.

Para ajudar na educação das novas gerações, Bento XVI explica que todos devem estar comprometidos com um projeto de vida cristã fundada no Evangelho e no magistério da Igreja, “colocando no centro uma visão integral da pessoa”.

Os leigos que vivem uma profunda vida evangélica no seu cotidiano se dedicam ao Reino de Deus, por meio de orações pessoais e coletivas, da escuta da Palavra de Deus e na vivência dos Sacramentos, explica o Papa.

“A formação no empenho cultural e político representa de qualquer forma para vocês uma tarefa importante que requer um pensamento moldado pelo Evangelho, capaz de argumentar ideias e propostas validas para os leigos”, destacou o pontífice.

Por fim, o Papa pediu que os leigos sejam generosos, acolhedores, solidários e, sobretudo, comunicadores da Fé. “Hoje os leigos cristãos são chamados a oferecer com convicção a beleza da cultura e as razões da fé”, enfatizou Bento XVI.

A XIV Assembleia Nacional da Ação Católica Italiana esteve reunida até este domingo 8, em Roma, debatendo o tema “Viver a fé, amar a vida. O empenho educativo da Ação Católica”.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro