Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Seguir Jesus na humildade, exorta Francisco


martaCidade do Vaticano – “Permaneçam no Senhor”. O Papa desenvolveu sua homilia na missa celebrada na manhã desta terça-feira, 07, na Casa Santa Marta, a partir desta exortação do Apóstolo João, contida na Primeira Leitura.
“O cristão que quer permanecer no Senhor conhece bem o que se passa em seu coração, coloca os espíritos ‘à prova’, sabe discernir o que nos aproxima do que nos afasta do Senhor. Nosso coração tem sempre desejos, vontades e pensamentos”, acrescentou Francisco, fazendo uma ressalva:
“É necessária vigilância. Muitas vezes o nosso coração mais parece uma feira, onde se encontra de tudo... mas precisamos experimentar para ver o que é e o que não é do Senhor, para permanecer Nele”.
Qual seria o critério para entendermos o que é de Cristo ou do anticristo? Aquele que não reconhece Jesus não é de Deus: é o anticristo. Explicando este conceito, o Papa disse que é preciso reconhecer que Jesus, por ser Deus, se rebaixou e se humilhou até a morte de cruz:
“Este é o caminho de Jesus Cristo: o rebaixamento, a humildade, a humilhação, o serviço aos outros. A estrada da suficiência, da vaidade, do orgulho e do pensamento abstrato não é de Jesus”.
O Pontífice convidou todos a pensar no que acontece em nossos corações e se realmente sentimos o que queremos e desejamos:
“Escolho sempre coisas que provêm de Deus? Conheço o que vem de Deus, os verdadeiros critérios para discernir meus desejos? Pensemos nisso e não nos esqueçamos que o critério é a Encarnação do Verbo. O Verbo veio em carne: ele é Jesus Cristo, que se fez homem, se rebaixou e se humilhou por amor, para servir todos nós. Que o Apóstolo João nos conceda a graça de saber o que se passa em nosso coração e a sabedoria para discernir o que vem de Deus e o que não”.
Fonte: RV
Postar um comentário

Planeta Brasileiro