Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Corpo de seminarista catarinense morto em acidente chega nesta terça-feira em Florianópolis


Corpo de seminarista catarinense morto em acidente chega nesta terça-feira em Florianópolis  Facebook/Reprodução
Eccel durante sua formatura no curso de Filosofia da Faculdade São Luiz, em Brusque, no ano de 2012Foto: Facebook / Reprodução




















O corpo do seminarista Luiz Gustavo Eccel, 23 anos, morto em acidente de trânsito próximo à cidade de Palmas, no Tocantins, deve chegar ao Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, nesta terça-feira, às 14h. O velório será em seguida, na Igreja Santa Cruz, de Barreiros, em São José, onde uma missa está marcada para as 20h.

A informação do padre Leandro José Rech, responsável pela liberação e transporte do corpo, foi transmitida via Facebook pelo reitor do Seminário de Teologia Convívio Emaús - Arquidiocese de Florianópolis, padre Vânio da Silva. Era no Convívio Emaús, localizado no bairro Pantanal, na Capital, que Luiz Gustavo passava os dias antes da viagem para o 34º Retiro Nacional de Seminaristas na cidade de Santa Tereza do Tocantins, onde sofreria o acidente. 

O reitor descreve Luiz como um jovem cheio de entusiasmo, que desejava fazer o bem, servir como padre a Deus e as pessoas. 

— Era muito disponível, cheio de vida. Tinha uma capacidade incrível de acolhida, era simpático e muito comunitário — comentou. 

Em sua rotina, contava uma missa por volta de 6h15min da manhã, aulas na faculdade de teologia, atividade e trabalhos comunitários e outras formações complementares no período da tarde. De acordo com o Silva, em quatro anos ele se tornaria padre. 

Enterro em São José

O seminarista, único a morrer no acidente, voltava com outras 27 pessoas para a capital de Tocantins quando o micro-ônibus caiu de uma altura de 30 metros. O acidente foi próximo ao Mirante de Taquara do Sul, local íngreme onde, segundo o Corpo de Bombeiros, ocorrem acidentes constantemente.

O catarinense ficou preso às ferragens e foi retirado dos destroços durante a madrugada desta segunda-feira. Os demais passageiros que ficaram feridos foram encaminhados aos hospitais da região. 

O enterro de Luiz está marcado para as 9h de quarta-feira, no cemitério de Barreiros, em São José.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro