Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

"Poderíamos fazer de 2013 o ano da atenção", destaca padre


Padre Luciano de Oliveira Paula
Membro do Instituto Servos de Jesus Salvador


Divulgação/Arquivo Pessoal
Padre Luciano é pároco da Paróquia Sainte Anne de Six-Fours, diocèse de Fréjus-Toulon, França.
O Ano Novo começa ... e como em todo início de ano, todos nós fazemos votos e promessas para esse Novo Ano. Quantos não cantarão a velha música já tão conhecida de todos os brasileiros, do autor João Dias : "... muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender”. Que bom se tivermos um pouco mais de dinheiro para podermos cuidar melhor de nossa família e que bom se tivermos mais saúde para podermos, em plena forma, ajudar os outros, e para viver melhor o nosso dia-a-dia.
Porém, para nós cristãos, cada ano deve ser uma oportunidade, não somente para buscarmos um conforto justo, mas para crescermos ainda mais em nossa vida com Deus. Num passado não muito distante, tínhamos o costume de chamar cada ano “Ano da Graça de Nosso Senhor”, acrescentando o ano no qual estamos. Se retomarmos tal costume, poderíamos dizer que estamos no Ano da Graça de Nosso Senhor de 2013. Sim, o ano de 2013 pode ser para nós um ano cheio de graça, se nós, ao lado de nossos projetos materiais, nos empenharmos a fazer com que o nosso coração fique mais pertinho de Deus, dando-lhe mais tempo para agir em nós, seja diante de sua Palavra, lida e meditada, seja em sua Presenca Eucarística, diante do tabérnaculo ou indo mais vezes encontrá-Lo nas celebrações eucarísticas quotidianas de nossa paróquia.

No fim do ano de 2012 eu perdi meu primeiro amigo de infância, num acidente de automóvel. Quando recebi notícia de sua morte, aconteceu comigo o que acontece com todas as pessoas que perdem uma pessoa querida ... as lembranças passaram-me rápido e profundamente pela cabeça, e no final vem aquele pesar de não ter-lhe dado mais tempo na última vez que o encontrei, de não ter-lhe fitado os olhos profundamente como fazia Jesus quando se encontrava com as pessoas (Mc 10,21; Jo 1,42), mas já era tarde, o Jackson, era seu nome, partiu para a eternidade, e eu continuo meu caminho nesta terra, onde tentarei ser mais atencioso ao encontrar meus tantos amigos de infância e outros que hoje estão comigo e amanhã não estarão mais.

Ao lado dos projetos materiais, ao lado dos esforços espirituais que vamos fazer, talvez poderíamos fazer de 2013 o ano da atenção, sim, de uma atenção amorosa e profunda para com nossos amigos e familiares, a exemplo de Jesus. Que neste ano de 2013 você possa olhar e amar seu esposo ou esposa, como nunca você o olhou e o amou! Que nesse ano vocês filhos possam olhar e amar seur pais e avós com nunca fizeram até então! Que nesse ano de 2013, vocês pais possam olhar e amar seus filhos com um olhar de e-ternidade. Que neste ano todos nós possamos nos olhar como Cristo nos olha, para que cada encontro se torne eterno, divinizado pela presença de Deus ... para que 2013 seja aquilo que realmente é: um Ano da Graça do Senhor! Feliz 2013 a Todos!
Postar um comentário

Planeta Brasileiro