Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Discurso proferido por Vinícius na sua Missa de Envio

Veja o pronunciamento completo de Vinícius Caíque na sua Missa de Envio 19.01.13
 “Jesus chamou os discípulos e a multidão e disse: Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”  (Mt 8, 34) 

Caríssimos irmãos em Cristo e Francisco, Paz e Bem!          


Toda e qualquer missão supõe um envio. Somos chamados a realizar algo. Acreditamos que Deus em sua bondade, ao nos criar, destinou-nos a uma missão específica. Nascemos e vivemos porque fomos chamados, saímos do coração do Altíssimo, passamos pelo mundo, até o dia em que habitaremos na pátria trinitária.          E com olhos fixos em Jesus, missionário do Pai, autor e consumidor da fé (Hb 3, 1; 12,2), que aprendemos o sentido e o estilo da missão. A Conferencia de Aparecida nos deixou claro que para sermos autênticos missionários é preciso antes ser discípulos. A atitude missionaria começa sempre com um sentimento de profunda estima pelo que há no homem, por aquilo mesmo, no seu íntimo do seu espírito, elaborou em relação dos problemas mais profundos e importantes; trata-se de respeitar tudo o que atuou o Espírito, que sopra onde quer.          Senhor, que queres que eu faça? Esta era o grande questionamento na vida de Francisco. Uma vez o Papa João Paulo II se referindo ao Santo de Assis disse que o seu maior milagre depois de 800 anos, era a continuar chamar jovens a deixarem tudo e viver o Evangelho de Jesus Cristo em suas pegadas. Muitos perguntam como viver o exemplo de Francisco de Assis? Eu simplesmente lhes afirmo que quando se ama e busca, se é encontrado! E assim vamos dando continuidade a nossa vida.          Toda e qualquer missão supõe um envio... Mais o momento do envio não é um momento de despedida, é a certeza do céu sobre aqueles que não têm mérito algum sobre a vida que passam a ter. O passado fica aqui, morre como um grão de trigo neste altar, e daqui em diante os meus olhos só avistarão o céu, a eternidade, a qual deverei anunciar sem medo algum. Que a Virgem Maria me acompanhe hoje e sempre.          Enfim, quero agradecer a todos pelo apoio... Altinho, obrigado pelo acolhimento fraternal. A Paróquia N. Sr. Do Ó, por ter me ensinado e proporcionado a conhecer pessoas maravilhosas, que nunca saíram do meu coração e amor fraternal. Aos familiares, por ter me apoiado mesmo na dor. As Irmãs Sacramentinas, na pessoa de Ir.Vera Lúcia, por ter me acompanhado, acreditado e ter feiro parte da minha história, a minha gratidão. Ao Setor Diocesano da Juventude, no qual durante três anos, vivenciei experiências, partilhas de fé e grandes amizades na qual sempre vou leva-las comigo. Ao Frei Tiago Santos, meu animador vocacional, que durante dois anos de acompanhamento acreditou no Dom da minha vocação. A todos os frades da PRONEB, pelo apoio e pelas partilhas, levando assim para um crescimento intelectual e social. Ao meu Ministro Provincial – Frei Francisco de Assis Barreto, junto com o Frei Jociel Gomes – Definidor da formação inicial, que com alegria e entusiasmo me acolheram para ser admitido a Fraternidade do Sagrado Coração de Jesus em Maceió, a eles meus sinceros agradecimentos pelo voto de confiança.          Por fim, meus sinceros agradecimentos pela disponibilidade do Pe.Heleno e aos demais membros do Povo de Deus, o meu cordial abraço fraterno. fantasy perfume

Fonte: PasCom da Paróquia de Nossa Senhora do Ó



Postar um comentário

Planeta Brasileiro