Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

sábado, 12 de janeiro de 2013

Papa à segurança do Vaticano:"Acolha com gentileza os peregrinos"


Rádio Vaticano


Rádio Vaticano
A Gendarmaria vaticana é um corpo militar que realiza trabalhos policiais e de segurança na Cidade do Vaticano.
Bento XVI recebeu em audiência na tarde desta última sexta-feira, 11, na Sala Clementina, a Gendarmaria e o Corpo de Bombeiros da Cidade do Vaticano.

Em seu discurso, o Santo Padre manifestou sua estima e gratidão aos gendarmes pelo trabalho generoso desempenhado com competência, discrição e eficiência. "Quase todos os dias eu tenho a oportunidade de conhecer alguns de vocês nos vários locais de serviço e constatar pessoalmente seu trabalho que garante a ordem, a segurança do Papa e daqueles que residem no Estado ou das pessoas que participam das celebrações e encontros que se realizam no Vaticano" – destacou o Papa.

Bento XVI frisou que a Gendarmaria é chamada a desempenhar também a tarefa de acolher com cortesia e gentileza os peregrinos e visitantes que chegam ao Vaticano de várias partes do mundo. "Este trabalho de vigilância e controle que vocês desempenham com atenção é certamente delicado e requer paciência, perseverança e disponibilidade de ouvir. É um serviço muito útil para a realização tranquila e segura dos eventos religiosos na Cidade do Vaticano" – disse ainda o pontífice.

O Papa convidou a Gendarmaria a ver nos peregrinos e visitantes o rosto de um irmão que Deus coloca em seu caminho, para que se sintam parte da grande família humana. "Como escrevi na recente mensagem para o Dia Mundial da Paz: A realização da paz depende em grande parte do reconhecimento de ser, em Deus, uma única família humana" – sublinhou.

"Queridos gendarmes e bombeiros, sua presença no coração da cristandade desperte em cada um de vocês o propósito de intensificar a dimensão espiritual da vida, bem como o compromisso de aprofundar a sua fé cristã, testemunhando-a corajosamente em todo ambiente com uma coerente conduta de vida. Que lhes seja de ajuda o Ano da Fé que estamos celebrando, ocasião privilegiada para redescobrir quanta alegria existe no crer e comunicar aos outros que o encontro salvífico e libertador com Deus realiza as aspirações mais profundas do ser humano, seu desejo de paz, fraternidade e amor", concluiu Bento XVI.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro