Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Milagre atribuído a João Paulo II foi validado


A comissão médica, liderada pelo médico particular do atual Papa Bento XVI, Patrizio Polisca, considerou válido o milagre que poderá fazer avançar o processo de beatificação e que estará relacionado com a recuperação da monja francesa Marie Simon-Pierre, que se diz curada da doença de Parkinson depois de ter rezado e pedido ajuda a João Paulo II nos meses após a sua morte, a 2 de Abril de 2005.

O porta-voz do Vaticano, Frederico Lombardi, adiantou à AFP que não comenta a decisão até que esteja assinado um decreto pelo Papa Bento XVI, mas o jornal italiano “Il Giornale” adiantou que a validação do milagre ocorreu “antes do fim de 2010”.

A questão da beatificação de João Paulo II deverá ser avaliada por teólogos e pela comissão de cardeais e bispos membros da Congregação para a Causa dos Santos, numa reunião prevista para meados deste mês, adiantou Andrea Tornielli, especialista em questões ligadas ao Vaticano do “Il Giornale” citada pela AFP. Tornielli adiantou mesmo que a beatificação de João Paulo II poderá ocorrer “antes do Verão”.

Caberá ao Papa Bento XVI assinar o decreto em que é reconhecido o milagre e tomar uma decisão sobre a data da beatificação do seu antecessor.

O Presidente polaco Bronislaw Komorowski tinha anunciado a 16 de Outubro, após um encontro com Bento XVI no Vaticano, que o processo relativo à canonização de João Paulo II tinha sido recentemente acelerado. “Manifestámos a esperança que o processo continue e os últimos sinais mostram que esse processo foi acelerado recentemente”, adiantou então o chefe de Estado polaco, que se deslocou a Roma para o 32º aniversário da nomeação de João Paulo II como Sumo Pontífice.

João Paulo II foi Papa durante 27 anos e o seu processo de canonização foi iniciado pouco após a sua morte. Uma vez beatificado, para que seja considerado santo terá que lhe ser atribuído um segundo milagre.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro