Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

domingo, 19 de fevereiro de 2012

"Uma fé sem amor não é autêntica", afirma Bento XVI



Clarissa Amaral - CN Roma
'A fé orienta-se para o amor', afirma Bento XVI durante a missa presidida por ele neste domingo, 19, diante dos 22 novos cardeais
O Papa Bento XVI celebrou neste domingo, 19, a missa da Solenidade da Cátedra de São Pedro, também em ação de graças pelos 22 novos cardeais criados ontem, 18, durante o Consistório Público realizado na Basílica de São Pedro, no Vaticano.
Durante a homilia, o Santo Padre fez uma explicação sobre o sentido do chamado de Pedro que foi citado por Jesus como a "rocha" que conduziria a Igreja de todos os tempos. A partir dessa reflexão, o Pontífice falou sobre a fé professada que deve gerar a vivência da caridade.
"Com efeito, o fato de presidir na fé está inseparavelmente ligado à presidência no amor. Uma fé sem amor deixaria de ser uma fé cristã autêntica", disse.
Acesse
Homilia de Bento XVI na missa da Solenidade da Cátedra de Pedro - 19/02/2012
Veja mais
Fotos do Consistório 2012
Bento XVI também falou sobre a essência da Igreja, que segundo ele, baseia-se sobre a vivência da caridade e sobre a Palavra de Deus.
"A Igreja é o lugar onde Deus "chega" a nós e de onde nós "partimos" para Ele. A este mundo que tende a fechar-se a si próprio, a Igreja tem a missão de o abrir para além de si mesmo e levar-lhe à luz que vem do Alto e sem a qual se tornaria inabitável", enfatizou.
Ao final da homilia, o Santo Padre pediu que os cardeais seguissem com esmero a vivência da caridade que segundo ele, deve orientá-los durante no ministério pastoral.
"Amados irmãos e irmãs, a nós, a cada cristão, está confiado o dom deste amor: um dom que deve ser oferecido com o testemunho da nossa vida. Esta é de modo particular a vossa missão, venerados Irmãos Cardeais: testemunhar a alegria do amor de Cristo", pediu.

Fonte: CANÇÃO NOVA.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro