Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Federico Lombardi esclarece suposto atentado contra Bento XVI


Mirticeli Medeiros
Da Redação


Arquivo
'As verdadeiras preocupações de quem traz responsabilidades na Igreja estão voltadas para os problemas graves da humanidade', disse Pe Lombardi
Desde o mês de janeiro deste ano, o Vaticano e prelados da Cúria Romana têm sido vítimas de ataques por parte da imprensa, após o vazamento de mensagens e cartas que teriam sido endereçadas ao Papa Bento XVI por parte de bispos e cardeais. Além disso, surgiram boatos que apontaram, inclusive, para um suposto atentado a Bento XVI. Outro assunto em questão envolve o IOR (Instituto para as Obras Religiosas), o qual fiscaliza e administra patrimônios doados à Santa Sé. E por último, uma indicação sobre o próximo conclave.
Esses e outros assuntos foram esclarecidos pelo Padre Federico Lombardi, diretor da Sala de Imprensa vaticana, que em nota publicada pela Rádio Vaticana em italiano, na noite de ontem, 13, aborda cada assunto, parte por parte. Lombardi, que citou, já no início, o possível ataque a Bento XVI, foi firme nas palavras.
"É evidente que a estória do complô contra o Papa, como eu disse, é um boato e não merece ser levada a sério", enfatizou.
Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Nota de esclarecimento de Padre Federico Lomardi 13/02/2012 
Em relação ao Conclave, o diretor da Sala de Imprensa Vaticana também combateu a mentalidade errônia que interpreta a eleição de um novo papa como um jogo de interesses e de poder.
" A leitura de luta interna de poder depende em grande parte da ignorância moral de quem prova e de quem a faz, que geralmente não é capaz de ver outra coisa. (...) as verdadeiras preocupações de quem traz responsabilidades na Igreja estão votladas para os problemas graves da humanidade de hoje e de amanhã. Não por nada cremos e falamos também de assistência do Espírito Santo", afirmou.

Fonte: CANÇÃO NOVA.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro