Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Ensino religioso nas escolas auxilia formação integral dos alunos


Da Redação, com Arquidiocese do Rio de Janeiro



Dom Eurico dos Santos Veloso foi o bispo referencial para o Ensino Religioso na CNBB e professor durante 35 anos
O arcebispo emérito de Juiz de Fora (MG), Dom Eurico dos Santos Veloso, que foi o bispo referencial para o Ensino Religioso na CNBB e professor durante 35 anos, explicou, em entrevista ao jornal "O testemunho da fé" da Arquidiocese do Rio de Janeiro, a importância do ensino religioso nas escolas.

Segundo ele, o ensino religioso nas escolas é diferente da catequese ensinada nas igrejas, pelo contrário, a própria Igreja defende um ensino de acordo com o que é proposto pela Constituição Federal.

"Nós podemos ajudar cada aluno a despertar para ser uma pessoa temente a Deus, colocando isso na sua vida, como cidadão, na sua formação integral, e não apenas uma dimensão doutrinária", explicou.

Leia a entrevista na íntegra:


Por que a pressão contra o ensino religioso nas escolas?

Dom Eurico – É um absurdo. A escola deve formar o educando na sua totalidade. A religiosidade é algo que nasce conosco, nenhum ser humano nasce sem esse sentido religioso. Até mesmo o ateu tem alguma coisa de religioso na sua vida.

Por que algumas pessoas confundem o ensino religioso com a catequese?

Dom Eurico – Existem grupos que não entendem o que é ensino confessional, confundindo com a catequese nas igrejas. Nós defendemos o ensino religioso escolar como é proposto pela Constituição. Com isso, nós podemos ajudar cada aluno a despertar para ser uma pessoa temente a Deus, colocando isso na sua vida, como cidadão, na sua formação integral, e não apenas uma dimensão doutrinária.

Qual é o objetivo do ensino religioso que a Igreja defende nas escolas?

Dom Eurico – Nós queremos um cidadão que olhe para cima, mas que também tenha o pé no chão e que olhe para o seu próximo, sabendo tornar próximo aquele que está longe também. A dimensão da solidariedade, da fraternidade, do amor, do perdão, da justiça, da amizade e da paz deve estar impregnada em qualquer cidadão.

Por isso que hoje o mundo inteiro se preocupa em dar na escola uma dimensão da paz. Como que se pode dar a dimensão da paz sem falar do religioso que está em cada um de nós? A verdade, a justiça, a paz e a solidariedade são temas do ensino religioso, que é uma dimensão essencial do ser humano.

Fonte: CN
Postar um comentário

Planeta Brasileiro