Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quarta-feira, 28 de março de 2012

Papa explica como encontrar felicidade nos dias de hoje



Arquivo
Bento XVI publica Mensagem para o Dia Mundial da Juventude, o qual será celebrado no próximo domingo, 1 de abril.
No interior de cada ser humano está impresso o desejo pela felicidade, que vai além de uma satisfação passageira. “Nosso coração busca a alegria profunda, plena e duradoura, que pode dar ‘sabor’ à existência”. Mas é realmente possível a alegria plena nos dias de hoje? Como distinguir as alegrias realmente duradouras dos prazeres imediatos e enganosos? Como encontrar a verdadeira alegria na vida, aquela que dura e não nos abandona também nos momentos difíceis?

As respostas para essas perguntas estão na mensagem do Papa Bento XVI para o 27º Dia Mundial da Juventude que será comemorado no neste domingo, 1º de abril. A mensagem foi divulgada nesta terça-feira, 27, e traduzida em primeira mão pelo noticias.cancaonova.com.

Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Mensagem do Papa ao 27º Dia Mundial da Juventude

O Santo Padre salienta que no cotidiano existem muitas pequenas alegrias, mas estas só têm sentido a origem delas estiverem em Deus. Ele “é comunhão de amor eterno, é alegria infinita que não permanece fechada em si mesma, mas se expande naqueles que Ele ama e que o amam”, enfatiza.

A alegria é intimamente ligada ao amor: são dois frutos inseparáveis do Espírito Santo (cfr Gal 5,23). Bento XVI explica que o amor produz alegria, e a alegria é uma forma de amor.

A cultura atual induz muitas vezes a buscar objetivos, realizações e prazeres imediatos, favorecendo mais o inconstante que a perseverança no cansaço e a felicidade aos empenhos. O Pontífice recorda que as mensagens que o mundo envia impulsionam as pessoas a entrar na lógica do consumo, provendo uma felicidade artificial.

“A experiência ensina que ter não coincide com a alegria: existem tantas pessoas que, mesmo tem bem materiais em abundancia, estão sempre assombradas pelo desespero, pela tristeza e sentem um vazio na vida. Para permanecer na alegria, somos chamados a viver no amor e na verdade, a viver em Deus”, destaca.

Por fim, Bento XVI alerta que muitas vezes o cristianismo é descrito como uma proposta de vida que oprime a liberdade, que vai contra o desejo de felicidade e alegria. “Mas isto não corresponde com a verdade! Os cristãos são homens e mulheres realmente felizes porque sabem que nunca estão sozinhos, mas estão sempre apoiados pelas mãos de Deus! Cabem, sobretudo, a vocês, jovens discípulos de Cristo, mostrar ao mundo que a fé leva a uma felicidade e uma alegria verdadeira, plena e duradoura”, exaltou.

Fonte: Canção Nova 
Postar um comentário

Planeta Brasileiro