Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

sábado, 31 de março de 2012

Bento XVI envia mensagem a detentos de Roma



Arquivo
Bento XVI em encontro com presos de Roma em 18 de dezembro de 2011

Papa Bento XVI quis se fazer próximo a todos os encarcerados de Roma, às portas da semana santa. O Santo Padre visitou o cárcere de Rebbibia, que fica localizado na capital italiana em 18 dezembro de 2011, e agora, reforçou na mensagem publicada nesta sexta-feira, 30, por ocasião da Via Sacra realizada hoje  mesmo presídio, o que disse quando esteve com os detentos.
"Recordo os rostos que encontrei e as palavras que escutei, as quais me me tocaram profundamente", disse o Papa
O que tocou o Santo Padre foi o fato de muitos presos terem dito a ele, que o mais difícil para eles, era estarem longe da família.
A cruz da via sacra foi conduzida por 14 visitantes, enquanto que os comentários, foram proferidos por 3 detentos. O Papa concentrou sua reflexão sobre a possibilidade de reabilitação dentro do sistema prisional.
"O cárcere serve para reerguer-se depois da queda, para reconciliar-se consigo mesmo, com os outros e com Deus para poder depois voltar para a sociedade. Temos o exemplo de Jesus que nos faz entender que Ele viveu a nossa condição humana, o peso dos nossos pecados o fizeram cair", ressaltou.
Bento XVI concluiu dizendo aos detentos de Rebibbia para não desanimarem diante das mais duras provas.
"Não tenhamos medo de percorrer a nossa via crucis, de levar a nossa cruz junto com Jesus. Ele está conosco", concluiu.

 Fonte: CN
Postar um comentário

Planeta Brasileiro