Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

sábado, 12 de maio de 2012

Simulado de Catequese mobiliza Rio em preparação à JMJ2013



No próximo sábado, 19, um Simulado de Catequese vai mobilizar a cidade do Rio de Janeiro. O objetivo é avaliar a estrutura e logística das paróquias para receber os peregrinos e cuidar da espiritualidade dos voluntários para a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada em julho de 2013 no Rio de Janeiro.

De acordo com um dos diretores do Setor de Preparação Pastoral do Comitê Organizador Local (COL), padre Arnaldo Rodrigues, as catequeses seguirão a mesma estrutura das que acontecem durante as Jornadas: animação inicial, oração, abertura, palavra de boas vindas, pregação e espaço para perguntas. O encerramento será com a celebração eucarística.
O simulado, que será realizado em pelo menos uma paróquia de todas as 35 foranias da Arquidiocese do Rio de Janeiro, tem como lema o versículo “Sede firmes na prática da hospitalidade” (Rm 12, 13).

As catequeses terão início às 8h, com previsão de término ao meio dia. Durante todo o evento, haverá atendimento para confissões feitas pelos padres das demais paróquias da forania. Bispos auxiliares e sacerdotes da Arquidiocese do Rio e de dioceses vizinhas ficarão responsáveis pela pregação.

De acordo com padre Arnaldo, a expectativa do COL é que o evento dê bons frutos. “Teremos pessoas nas paróquias onde acontecerá o simulado que estarão em todo momento fazendo uma avaliação da estrutura, da parte espiritual e do local. Mas, sobretudo desta parte de infraestrutura, organização e logística, para que possamos também apontar os desafios maiores que teremos”, afirmou.

O padre lembrou ainda a importância de cada voluntário participar do simulado na sua forania de origem. “Não é porque a ‘minha paróquia’ não recebeu o simulado que não vou participar. Pelo contrário, é hora de estar unido a outras paróquias neste simulado e participar da sua forania. Porque é uma forma de já começar a exercer sua missão de voluntário. Você conhece a realidade da sua paróquia, do seu bairro, da sua forania e isso facilita muito toda essa parte de logística da estrutura do simulado”, destacou.

Fonte: CN


Postar um comentário

Planeta Brasileiro