Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quarta-feira, 30 de maio de 2012

São João D’Ávila e Santa Hildegarda serão doutores da Igreja


Como de costume, Bento XVI fez a proclamação do Regina Coeli da janela de seu escritório aos fiéis reunidos na Praça São Pedro
Depois da Celebração Eucarística na Basílica Vaticana para a solenidade de Pentecostes, o Papa Bento XVI, da janela de seu escritório, fez a oração do Regina Coeli e anunciou que proclamará doutores da Igreja São João D’Ávila e Santa Hildegarda de Bingen.

“Estou contente de anunciar que no dia 7 de outubro, no início da Assembleia Ordinária do Sínodo dos Bispos, proclamarei São João D’Ávila e Santa Hildegarda de Bingen doutores da Igreja universal”, disse.

Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Regina Coeli de Bento XVI - 27/05/2011


O Papa recordou que João D’Ávida (1499-1569) era um sacerdote diocesano que viveu nos últimos anos do renascimento espanhol, participou do processo de renovação cultural e religiosa da Igreja e da sociedade no alvorecer da modernidade, “mas a santidade de vida e a profundidade da doutrina são perenemente atuais: a graça do Espírito Santo, de fato, lhe projetou nessa experiência de penetrante compreensão da revelação divina e de inteligente diálogo com o mundo que constituem o horizonte permanente da vida e da ação da Igreja”.

Já a alemã Hildegarda (1098-1179) foi monja beneditina no período central da Idade Média, autêntica mestra de teologia e profunda estudiosa das ciências naturais e da música.

“Sobretudo, à luz do projeto de uma nova evangelização, a qual será dedicada a já mencionada Assembleia do Sínodo dos Bispos, e a vigília do Ano da Fé, estas duas figuras de Santos e Doutores são de considerável importância e atualidade. Também nos nossos dias, através dos ensinamentos deles, o Espírito do Senhor ressuscitado continua a fazer ressoar Sua voz e iluminar o caminho que conduz a esta Verdade que unicamente pode nos tornar livres e dar sentido pleno a nossa vida”, afirmou Bento XVI. 
Postar um comentário

Planeta Brasileiro