Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

sábado, 26 de março de 2011

Bento XVI pede derrubada 'da barreira do medo do outro'


PARIS — O Papa Bento XVI fez um apelo na noite desta sexta-feira, em uma mensagem de vídeo, a fiéis e não fiéis reunidos diante da catedral de Notre-Dame, em Paris, a "fazerem cair as barreiras do medo do outro, do estrangeiro".
Na transmissão sobre um telão, Bento XVI disse que "o medo daquele que não se parece conosco nasce da ignorância mútua, do ceticismo ou da indiferença".
A mensagem responde às preocupações de dirigentes religiosos da França ante o que muitos deles qualificam de "estigmatização dos muçulmanos".
Centenas de pessoas estavam reunidas no adro da igreja para uma noite cultural, lançada por iniciativa do Vaticano para favorecer o diálogo entre crentes e não crentes.
"Muitos admitem que não têm religião, mas desejam um mundo novo e mais livre, mais justo e solidário. Cabe a vocês, em seus países e na Europa, reencontrarem o caminho do diálogo", declarou Bento XVI.
"Trata-se de construir um mundo de liberdade, igualdade e fraternidade, no qual todos devem se sentir livres e iguais em seus direitos de viver sua vida pessoal e comunitária de acordo com as próprias convicções."
Bento XVI lembrou que a imagem do adro, o átrio da igreja, "lembra o espaço aberto sobre a esplanada próxima ao Templo de Jerusalém, que permitia a todos, mesmo os que não partilhavam a fé de Israel, aproximar-se do templo e fazer perguntas sobre a religião".
Postar um comentário

Planeta Brasileiro