Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A ciência comprova que a valorização da vida pelos católicos é legítima!


O uso de Células tronco por parte de cientistas nunca foi algo a ser condenado pela Santa Igreja, pelo contrário, incentivada foi sua pesquisa em diversos institutos católicos de todo o mundo, o que porém a Igreja condena é a matança de inocentes no caso das células tronco embrionárias. Estas células por serem consideradas pluripotentes poderiam ser transformadas em qualquer tipo de célula do tecido humano. A Igreja foi hostilizada por pessoas que se pensam intelectuais e que pensam estar defendendo realmente a vida, sem perceber o número de cobaias humanas que se têm nas mão com as células tronco embrionárias. Porém sete anos de lutas aguerridas os  cientistas Shinya Yamanaka (Japonês) e John Gurdon (inglês), comprovaram que a Igreja não estava errada ao defender que outros meios fossem buscados que não utilizassem células embrionárias.

Os Estudos destes cientistas descobriam meios de tornar células tronco maduras em células pluripotentes, com os mesmos efeitos de uma célula embrionária, porém sem o ônus de destruir centenas de milhares de vidas humanas e algo que é exatamente como a Igreja sempre atentou para que se buscasse. Os que antes tanto nos difamavam como "inimigos da ciência" e da "Vida humana" hoje vêem-se humilhados pela própria ciência que lhes comprova que a integridade humana deve ser preservada.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro