Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Conheça os desafios e contribuições da juventude carismática



Arquivo
A RCC tem vivido bem sua missão. Onde existe vivência do Evangelho, nasce a prática da caridade e do serviço sincero aos irmãos, destacou Dom Alberto
Um encontro para celebrar, partilhar e mostrar ao mundo a cara da juventude carismática católica. A Renovação Carismática Católica (RCC) está organizando o primeiro Encontro Mundial de Jovens, que será realizado de 10 a 15 de julho em Foz do Iguaçu (PR). O evento traz como tema “Em Jesus, as nações porão sua esperança” (cf. Mt 12,21), e constitui uma preparação para o Jubileu de Ouro da RCC no mundo, data que será comemorada em 2017.

O assessor nacional para a Renovação Carismática, Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém (Pará), disse que a RCC é relativamente nova e que estes primeiros anos ajudaram-na a se tornar uma presença significativa na Igreja.

“Isso com muita humildade, sabendo que tem um lugar próprio, sem pretender ser melhor do que os outros, mas assumindo sempre a tarefa de formar apóstolos da Efusão do Espírito Santo”, disse.

Mesmo sendo relativamente jovem, a Renovação vem alcançando resultados ao longo desses quase 50 anos de atuação. De acordo com Dom Alberto, o fruto mais importante que se espera de um movimento de Igreja é a contribuição para o crescimento espiritual de seus membros, edificação de Comunidades Vivas e também para o crescimento do Reino de Deus.

“A RCC tem vivido bem sua missão. Além disso, onde existe vivência do Evangelho, nasce a prática da caridade e do serviço sincero aos irmãos, sobretudo os mais pobres, o que a RCC tem feito e deve continuar a fazer”.

Juventude

Além de iniciar as comemorações para os 50 anos da Renovação Carismática, o evento também coloca em evidência a juventude carismática. O coordenador do Ministério Jovem da RCC, Márcio Zolin, explicou que os jovens carismáticos são pessoas maduras na fé, jovens corajosos, missionários, que deram uma resposta ao chamado que lhes foi feito.

“É uma juventude que está dando uma resposta ao “ide”: Ide e anunciai o Evangelho. Então, é um perfil de uma juventude comprometida, que diz, verdadeiramente, o seu sim para Jesus e é livre para viver o chamado de Deus na sua vida. Não é mais uma juventude que assiste, mas que é protagonista”.

O coordenador acredita que este vai ser um encontro profético para o Brasil e para o mundo todo. Ele informou que o número de participantes já é grande, faltando ainda um mês para o evento, o que mostra uma resposta não só de um compromisso da juventude, mas de esperança.

“Jesus é a esperança para todas as nações e a juventude está dando uma esperança de que virão tempos novos em que Jesus vai ser honrado, quando Sua cruz se levantará para as nações e, com certeza, um novo tempo de evangelização vai começar”, enfatizou.

Desafios

Márcio Zolin acredita que o engajamento desses jovens, hoje, na Igreja, pode ser considerado satisfatório, tendo em vista que tem mudado realidades na sociedade. Ainda assim, ele vê que o Cristianismo, hoje, está muito descaracterizado e se vive num mundo em que é difícil ser cristão, o que constitui uma dificuldade para atrair mais jovens para essa participação ativa na Igreja.

“Hoje, o 'ser cristão' é moldado, pintado como algo medíocre que descaracteriza o Cristianismo. Os nossos jovens são formados assim, cheios de preconceito quanto ao ser cristão, a viver o Cristianismo. O grande desafio é que estamos contra a maré, então, temos de ser fiéis”.

Diante de dificuldades como essa, Dom Alberto ressaltou que a Renovação Carismática tem como grande desafio a consolidação de sua presença, trabalhando mais e melhor na formação de seus membros.

Em relação ao apelo para que os jovens manifestem sua força na Igreja, principalmente tendo em vista a Jornada Mundial da Juventude 2013, o arcebispo enfatizou que a juventude carismática tem de oferecer aquilo que lhe é próprio: “a experiência dos carismas, a formação no espírito de oração e participação em todas as iniciativas das dioceses”.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro