Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

É TEMPO DE DEIXAR DEUS MUDAR OS PLANOS

Por Daniel Machado
Produtor do Destrave
O Ano Novo vem aí e uma das muitas coisas que ouvimos, nesta época, é sobre a importância de uma revisão de vida. Esta capacidade de ‘fazer as contas’ do que aconteceu, traçar planos e metas para o ano que se aproxima é uma virtude de quem sabe administrar a vida.
Um cristão maduro deve fazer uma revisão de vida e traçar metas para 2014. Mas para quem tem fé não basta a maturidade humana de saber administrar a vida, fazendo revisões e traçando novos planos para 2014, é preciso também maturidade espiritual, que consiste em submeter todos os nossos sonhos à vontade de Deus que sabe o melhor para nós.
Muitos santos traçaram metas para sua vida, correram atrás da sua vocação, mas nenhum deles se opôs às mudanças de planos da Divina Providência ao longo de suas vidas. 
Lembremo-nos de Francisco de Assis, que tinha uma vida cômoda e próspera, um futuro nobre com os negócios da família, até o dia que abraçou um leproso. Madre Teresa de Calcutá era religiosa, devota na Congregação das Irmãs de Nossa Senhora de Loreto, lecionava em um colégio na Índia, até o dia em que o Senhor a impeliu para fora dos muros do colégio e ela se deparou com um moribundo que lhe fitou os olhos e disse: “tenho sede”. O próprio Papa emérito Bento XVI contou, em uma entrevista, que, com a morte de João Paulo II, ele fez planos para voltar à sua terra natal e, como um bom teólogo, dedicar-se aos estudos; até o dia em que entrou no Conclave e ouviu da Divina Providência: “mudança de planos, Ratzinger”.
“Um cristão maduro é aquele que sabe preferir o projeto de Deus ante o seu”
Deus não muda os planos somente dos grandes homens e mulheres que lhe são consagrados. É só você olhar para o ano que passou e perceber quanta coisa – boa e não tão boas – aconteceu na sua vida sem a mínima previsão ou sinal do céu. Quantas coisas fugiram do seu controle e quantas outras você planejou, em 2012, mas nem sequer aconteceram em 2013? Tudo isso, porque “estão meus caminhos tão acima dos Vossos caminhos e meus pensamentos acima dos Vossos pensamentos, quanto está o céu acima da terra” (cf. Is 55, 9).
Portanto, um bom projeto de vida é aquele que tem metas, planos e sonhos a serem conquistados, mas, antes de tudo, um projeto que diz ‘sim’ aos planos da Divina Providência. Um cristão maduro é aquele que sabe preferir o projeto de Deus ante o seu.
Quer ser feliz em 2014? Tenha metas e objetivos a alcançar, mas não demore em dizer ‘sim’ quando Deus lhe disser: “mudança de planos”.


- See more at: http://destrave.cancaonova.com/e-tempo-de-deixar-deus-mudar-os-planos/#sthash.gQprKGNI.dpuf
Postar um comentário

Planeta Brasileiro