Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Cardeal celebra Missa pelo aniversário da cidade de São Paulo


Cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, durante a Missa da Solenidade de São Paulo
O Cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, presidiu uma Missa na Catedral da Sé, nesta quarta-feira, 25, para celebrar a Solenidade da Conversão do Apóstolo São Paulo, padroeiro da cidade. Além desta festividade, a capital paulista comemora hoje 458 anos de fundação.

Na homilia, Dom Odilo recordou que o aniversário de São Paulo nos leva a pensar na sua origem, que começou de forma humilde e despretenciosa, com uma igrejinha e uma escolinha, o que ainda hoje caracteriza a cidade.

"Ao longo da história houve uma interação fecunda entre a vida das comunidades locais e de quem aqui vinha para adotar a cidade como sua. Uma interação fecunda entre a igreja e a cidade. Entre aqueles que anunciavam a boa nova do Evangelho como luz orientadora para vida da cidade, como mensagem de paz, de fraternidade, de respeito e dignidade pela pessoa", destacou.

O cardeal afirmou que o apóstolo São Paulo tem muito para ensinar para a Igreja local e a cidade. "São Paulo nasceu de altos ideais, que ele pregava e pelos quais entregou sua vida. Celebrando sua festa lembramos estes ideias. Que eles possam continuar a inspirar a vida dessa cidade", expressou.

"São Paulo tinha um projeto de vida, como ouvimos, na primeira leitura, o testemunho que ele dá sobre si mesmo, mas quando a luz de Deus se fez em sua vida, quando ele ouviu uma voz que o dizia 'porque me persegues?' ele perguntou 'Senhor o que queres que eu faça?'. Ele teve coragem de se perguntar 'estou fazendo o projeto errado?!' Ele recebeu a luz do Evangelho e mudou de rumo", explicou Dom Odilo.

Segundo o cardeal, quando o projeto humano de Paulo se encontrou com o projeto de Deus, ele não teve dúvidas de abdicar seu projeto para abraçar a luz de Deus, anunciada no Evangelho.

A pergunta do apóstolo também inspira a Igreja de São Paulo, ressaltou Dom Odilo, que frequentemente se questiona: "Senhor, o que queres que eu faça? o que é o melhor? o mais justo, o mais digno para o teu povo".

"A conversão de São Paulo mostra que vale a pena, muitas vezes, mudar de rumo, mudar os planos, para que estes estejam conforme o plano de Deus, que é melhor", explicou.

Para Dom Odilo esta pergunta também deve nos levar a interrogar a vida da própria cidade - "Senhor, o que queres que façamos?" -, para que todos tenham acesso ao necessário para a vida e tenham a dignidade de filhos e filhas de Deus. "É isso que Deus quer para essa cidade", reforçou o cardeal.

Por fim, o prelado convidou os fiéis a pedirem a intercessão de São Paulo, para que junto a Deus, ele rogue por esta cidade que tem o seu nome. "Que ele inspire todos que têm uma responsabilidade, para que procurem soluções dignificadoras que tragam o bem para todos os que vivem nesta imensa metrópole". 

Participaram da Celebração Eucarística outros bispos e sacerdotes, autoridades políticas, como o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e outras autoridades civis e militares. 
Postar um comentário

Planeta Brasileiro