Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

domingo, 26 de junho de 2011

Vaticano confirma Bento XVI na Jornada Mundial da Juventude em Madri

O Vaticano anunciou neste sábado oficialmente a presença do papa Bento XVI de 18 a 21 de agosto na 26ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Madri.
Com lema "Arraigados e edificados em Cristo, firmes na fé", o encontro ocorre de 16 a 21 de agosto.
O papa irá a Madri a partir da residência de verão de Castel Gandolfo, na terceira visita durante seu Pontificado à Espanha.
Bento XVI deve confessar, como um pároco a mais, os jovens em 20 de agosto, conforme o programa do Vaticano.
Após a cerimônia de boas-vindas, no dia 18, o papa irá de papamóvel até a Nunciatura, onde ficará hospedado durante a estadia em Madri.
Às 14h15 (de Brasília) deixará a Nunciatura em direção à Praça da Independência e cruzará a pé a Porta de Alcalá com jovens dos cinco continentes.
Depois, a bordo do papamóvel, segue até a praça Cibeles, no coração de Madri, onde os jovens darão às boas-vindas e fará o segundo dos 12 discursos e homilias previstos.
Sexta-feira, 19, o Pontífice visitará o rei Juan Carlos e a rainha Sofia no palácio da Zarzuela, residência dos monarcas.
Depois se transferirá ao mosteiro de El Escorial, a 50 quilômetros de Madri, onde se reunirá com jovens religiosas no pátio de los Reyes.
Posteriormente, na basílica do mosteiro, ordem edificada por Felipe II, se reunirá com mil jovens professores universitários.
No retorno a Madri, o papa almoça com grupo de jovens na Nunciatura. À tarde, conversa com o presidente do Governo, José Luis Rodríguez Zapatero, na Nunciatura.
Às 14h30min (de Brasília) será a vez do papa presidir a tradicional Via-Sacra. Cada estação será representada por uma "passagem" da Semana Santa espanhola.
No sábado, dia 20, oficia uma missa na catedral da Almudena para os seminaristas e em seguida almoça com cardeais espanhóis, bispos e o séquito papal na residência do arcebispo de Madri, o cardeal Antonio María Rouco Varela.
Pela tarde, às 12h (de Brasília) reúne-se na Nunciatura com os organizadores da Jornada e depois visita a Fundação Instituto São José, um centro para doentes administrado pela Ordem dos Irmãos de São João de Deus.
Às 15h30 (de Brasília), Bento XVI irá até o aeroporto de Cuatro Vientos, onde presidirá uma vigília com os milhares de jovens que assistirão à JMJ.
O ato começa com adoração eucarística e o Pontífice fará um discurso aos jovens, que passarão a noite no aeroporto, a onde voltará Bento XVI no domingo para oficiar a missa de encerramento do encontro e após a qual anunciará a próxima sede, que segundo disseram à Agência Efe fontes do Vaticano, será o Rio de Janeiro em 2013.
Após almoçar com cardeais espanhóis, à tarde reúne-se com voluntários da JMJ.
Ao fim da tarde retorna a Roma e segue direto para Castel Gandolfo, onde permanecerá até o fim de setembro.
Postar um comentário

Planeta Brasileiro