Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Pergunta e resposta: Jesus e a Religião


O leitor Volnei deixou-nos o seguinte comentário no post "Pergunta e resposta: a Bíbia e a proibição de imagens":

"Mais uma vez, as intriguinhas religiosas, que me enojam cada vez mais... Deus não tem religião. Deus não criou nenhuma religião. E a prova de que a religião não salva ninguém é Jesus Cristo, que nasceu no meio de uma família judaica, e e sendo judeu, por tradição familiar, Jesus nos ensinou que o caminho da salvação está nele. O problema de católicos, protestantes, espíritas, etc, é que colocam a religião acima de Deus. Fé cega faca amolada. Ficam uns falando mal dos outros, e todos estão errados. Os católicos acham que a igreja foi fundada pelos católicos, mas se estudassem um pouco de história, descobririam que ela na verdade foi fundada pelo imperador romano Constantino, que queria apenas o poder, já que não conseguiu destruir os seguidores de Cristo, "juntou-se" a eles, com o único objetivo de ganhar poder.

Com relação à adoração de imagens, a Bíblia é bem clara com relação a isso, e mostra que Deus não admite adoração às imagens. E outra, que sentido teria Deus enviar seu filho ao mundo para morrer? Os católicos não acreditam que Jesus tem poder suficiente para nos ajudar? Por que pedir a Santos, se eu posso pedir a Jesus? Ele mesmo disse que tudo que pedires em meu nome eu atenderei! Essa adoração à Maria tb, não consigo entender, não há na Bíblia uma razão sequer para endeusá-la, pois é assim que ela é tratada pelos católicos, como uma Deusa, e pior ainda, mãe de Deus. Como ela pode ser mãe de Deus se foi Deus quem a criou? Só existe um caminho, cuja porta é estreita, e esse caminho é Jesus Cristo. Pertencer a essa ou aquela religião, não vai te salvar.

A religião causa desavenças, guerras, confusão... Quantas mortes, guerras, foram causadas pela igreja católica, quantos índios foram mortos,quantas crianças estupradas, quantos escravos foram feitos em nome da "igreja". Quantas pessoas são roubadas todos os dias por pastores, padres e falsos lideres religiosos? E ainda tem gente que defende essas igrejas a ponto de brigar com o próximo, ignorando o mandamento maior: O Amor! A religião é o mal do mundo! A religião é uma tentativa criada pelo homem de se chegar até Deus. Aqueles que adoram a religião, poem Deus em segundo plano e ficam cegas! Jesus é o caminho, a religião é um falso atalho!"



Resposta ao leitor:
Prezado Volnei, pelo próprio conteúdo do seu comentário, fica claro que você ignora completamente os assuntos sobre os quais está opinando. E, nesse caso, o mais triste não é ignorar a verdade. Triste é não saber e ainda achar que sabe, que é "doutor" e está abalizado para criticar, apresentar opiniões definitivas sobre tudo. Quem age assim não aprende nada de novo, porque acha que já sabe tudo, é fechado nas suas próprias convicções e tapa os ouvidos para tudo o que aponta na direção contrária às suas "certezas".

Em primeiro lugar, o post que você está comentando não tem nada de “intriguinha religiosa”. Trata-se da resposta a um comentário “evangélico”, um tanto malicioso, deixado neste blog. Essa resposta está bem fundamentada na Bíblia, que para os “evangélicos” é a única regra de fé e prática. Não há ofensa, nem agressão e nem desrespeito, nem na pergunta feita e nem na resposta dada, embora a religião seja um tema sempre delicado e difícil, pois envolve convicções profundas e acalentadas com muito carinho. Não é fácil contrariar aquilo que uma pessoa tem como sagrado. – O nome já diz.

E aí você vem com aquele discurso velho e manjado de sempre, que todo alienado teológico defende: “Deus não tem religião, Deus não criou religião”...

O mínimo que você terá que fazer, pelo bem da verdade, é admitir que essa afirmação depende direta e completamente do ponto de vista, e que é um tanto quanto controversa, você não acha? Deus não criou religião na opinião de quem? Baseado em quê, exatamente, você afirma isso? Na sua opinião?

Entenda bem, Volnei: antes de qualquer coisa, para saber se Deus criou religião ou não, se religião é importante ou não, se religião salva ou não, precisamos saber o que é religião! Como é que eu posso fazer qualquer afirmação a respeito de uma determinada coisa, se eu não sei o que essa coisa é, antes de tudo? Para emitir opinião sobre qualquer assunto, preciso conhecer o assunto! Sem isso, eu não estarei emitindo opinião, estarei simplesmente impondo meu “achismo” como verdade absoluta, estarei afirmando minha própria ignorância ao mundo.

Isso posto, para entender a situação toda, vamos começar do começo: o que é religião? Depende. No dicionário Michaelis, por exemplo, constam as seguintes definições para a palavra religião: “Serviço ou culto a Deus; sentimento consciente de dependência ou submissão que liga a criatura humana ao Criador; culto externo ou interno prestado à divindade; Fé; Prática dos preceitos divinos ou revelados".

As coisas já começam a ficar mais claras... Se estamos aqui falando de cristianismo, sim, Deus criou religião, e a verdadeira religião é fundamental para nos aproximarmos dEle. Religião, no sentido original, vem do latim religare, que significa “religação com o Divino". O homem, pelo egoísmo, ignorância, fraquezas e apegos (pecado) encontra-se separado, desligado do seu Criador. Religião é retomar essa ligação sagrada, e Jesus veio nos trazer exatamente isto, inquestionavelmente.

Volnei diz: “E a prova de que a religião não salva ninguém é Jesus Cristo, que nasceu no meio de uma família judaica, e e sendo judeu, por tradição familiar, Jesus nos ensinou que o caminho da salvação está nele. O problema de católicos, protestantes, espíritas, etc, é que colocam a religião acima de Deus.”

Novamente a mesma linha de raciocínio equivocada. Se Jesus ensinou que o Caminho da salvação está nEle, então nós precisamos ouvir o que Ele diz, seguir o que Ele falou e ensinou, observar o seu exemplo. Pois bem, fazer isso é praticar a religião! Então, essa separação que você faz, entre Jesus e religião, simplesmente não existe!

Vou dar alguns exemplos para ajudar a clarear mais a questão: Jesus mandou a Igreja batizar todo aquele que crê. Celebrou e mandou celebrar a Eucaristia, em sua memória. Mandou observar uma série de regras morais. Designou os apóstolos e deu-lhes autoridade sobre a doutrina. Mandou que confessássemos os nossos pecados. Bem, são exatamente essas coisas que a Igreja faz e ensina a fazer, obedecendo ao que ensinou Jesus Cristo, e tudo isso representa a prática da religião!

Volnei diz: "se estudassem um pouco de história, descobririam que ela na verdade foi fundada pelo imperador romano Constantino, que queria apenas o poder, já que não conseguiu destruir os seguidores de Cristo, "juntou-se" a eles, com o único objetivo de ganhar poder..."

Então, a história diz que Constantino inventou a Igreja?! Aí você caiu no meu conceito! Isso é uma estupidez, um absurdo tremendo, colossal! O que a História mostra é que Constantino revogou a proibição do culto cristão no Império romano, através do Édito de Milão. - Aliás, no tempo de Constantino, o Papa era Melcíades, 32º Sumo Pontífice da Igreja depois de Pedro. Assim, não há como se afirmar que Constantino seja o fundador da Igreja de Cristo, já que ele apenas deu liberdade aos cristãos, - que obviamente já existiam desde o século I, - acabando com mais de dois séculos e meio de perseguição e martírios.

Trata-se de uma questão extremamente simples, fácil de compreender e impossível de negar. É preciso um altíssimo grau de alienação da realidade para aceitar a ideia de que tenha sido um imperador romano que tenha fundado a Igreja, a partir do século IV. Nenhuma igreja protestante histórica (mais antigas) adota esse tipo de teoria da conspiração absurda para renegar a autoridade da Igreja Católica, pois tanto seus pastores quanto seus adeptos são pessoas mais bem formadas. Se quiser entender melhor essa questão, por favor, leia aqui, pois nós também já falamos sobre isso neste blog.

Aliás, você mesmo se contradiz, afirmando que Constantino, não conseguindo vencer os cristãos, juntou-se a eles. Ora, mas não foi ele quem inventou a Igreja? Se ele se juntou à Igreja para ganhar poder, como você diz, então você admite que a Igreja já existia antes dele.

Imagens na Igreja, de novo...
E aí vem você, o milésimo “evangélico” que entra aqui para falar das imagens na Igreja... Meu Deus, como é importante a paciência! Eu já respondi a isso umas mil vezes também. Quer dizer então que "a Bíblia é clara em proibir as imagens"? Mas você disse que não tem religião! Ora, se você crê na Bíblia como palavra de Deus, então você tem religião, sim senhor. E pelo teor da sua fala, a sua religião é a religião do livro, aquela que ensina que Deus se resume a um livro. Você é, como já percebi e mencionei, mais um "evangélico" que vem caluniar a Igreja Católica.

Mas que Bíblia seria essa, que você lê? A minha Bíblia diz que Deus mesmo ordena a confecção de imagens, em diversas situações: manda esculpir e colocar querubins sobre a Arca da Aliança, o objeto mais sagrado do Antigo Testamento. Manda Moisés esculpir uma serpente de bronze, através da qual o povo foi curado. Manda Salomão construir Seu Templo, repleto de imagens, esculturas de anjos, de bois, de leões, de querubins de duas cabeças, de seres alados, etc, etc... Está tudo na Bíblia! Então, vou explicar de novo: idolatria não é usar imagem no culto, isso sempre aconteceu, desde o tempo de Moisés: o problema eram as imagens dos ídolos, as imagens dos deuses pagãos. Idolatria seria adorar uma imagem como se fosse um deus, achando que aquela imagem é um deus. Isso é tão óbvio! Você acha mesmo que nós, católicos, somos tão ignorantes a ponto de achar que as imagens são deuses? Não acredito nisso, acho que você só teve uma formação equivocada. Acho que você teve a cabeça feita por um "pastor", e perdeu a capacidade de pensar por si mesmo. Se você tiver humildade suficiente para aprender coisas novas, leia aqui o que já publicamos sobre esse tema tão manjado. Se quiser aprofundar, tem muito mais aqui.

Contestações "evangélicas": as mesmas de sempre

O resto é o mesmo blablabla de sempre: você fala de pedir aos santos, de "adorar" Maria... Os santos são nossos irmãos do Céu, como diz a Bíblia, e a Igreja Católica nunca, jamais ensinou ninguém a "adorar" Maria. Leia sobre isso aqui, e entenda de uma vez por todas. Se preferir, veja aqui uma lista com as principais contestações "evangélicas" já respondidas neste blog, assim fica mais fácil.

Finalizando, observo mais uma vez que é muito engraçado que você, que critica a religião, venha defender ferrenhamente uma religião específica, a religião do livro, a religião dos "evangélicos"! Todas essas afirmações que você fez aqui saíram da boca de algum "pastor" e se instalaram na sua cabeça, como se fossem verdades absolutas! Você comprou a religião do "pastor", e pior: acha que não tem religião!

Deus os abençoe e lhes conceda discernimento, é o que peço em minhas orações.

Henrique Sebastião

Read more: http://vozdaigreja.blogspot.com/2002/05/pergunta-e-resposta-jesus-e-religiao.html#ixzz2IdoNHRqr
Postar um comentário

Planeta Brasileiro