Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Papa destaca importância da oração



'Sempre devemos bater à porta do Senhor com confiança, sabendo que em tudo Ele cuida de seus filhos', disse o Papa na catequese desta quarta-feira
O Papa Bento XVI retomou nesta quarta-feira, 1º, o encontro semanal com os fiéis e peregrinos, a Audiência Geral. Na catequese, realizada ainda em Castel Gandolfo, onde o Papa passa um período de descanso, o Pontífice lembrou Santo Afonso Maria de Ligório, ao qual se faz memória liturgica neste dia e que trouxe ensinamentos valiosos a respeito da oração. O Santo Padre enfatizou que, somente por meio da oração, é que os fiéis podem acolher a graça de Deus, que nos ilumina e nos torna capazes de exercer o bem.

Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Catequese de Bento XVI – 01/08/2012

“Muitas vezes reconhecemos o bem, mas não somos capazes de fazê-lo. Com a oração, conseguimos realizá-lo. O discípulo do Senhor sabe que está sempre exposto à tentação e não deixa de pedir ajuda a Deus em oração, para vencê-la”, disse o Papa.

O Pontífice citou ainda a máxima famosa criada por Santo Afonso, “Quem reza se salva, quem não reza se condena” para fazer a humanidade entender como é real o risco dela se perder. De acordo com o Papa, Santo Afonso sempre enfatizou a importância da oração.

“Dizendo ainda que a oração é uma condição necessária, Santo Afonso queria dar a entender que em cada situação da vida não se pode fazer menos que rezar, especialmente nos momentos de provação e dificuldade. Sempre devemos bater à porta do Senhor com confiança, sabendo que em tudo Ele cuida de seus filhos, de nós”.

Por fim, Bento XVI mencionou que Santo Afonso também nos faz lembrar de como é essencial a relação com Deus. “A relação com Deus consiste em falar com Deus na oração pessoal diária e participação nos sacramentos, assim este relacionamento pode crescer em nós, pode crescer em nós a presença divina que conduz o nosso caminho, ilumina-o e o torna seguro e sereno, mesmo no meio de dificuldades e perigos”.

No fim da catequese, o Papa fez uma saudação aos peregrinos em várias línguas, incluindo os de língua portuguesa. "Com sentimentos de gratidão e estima, saúdo todos os peregrinos de língua portuguesa, nomeadamente o grupo de escuteiros de Alcobaça, invocando sobre os vossos passos a graça do encontro com Deus: Jesus Cristo é a Tenda divina no meio de nós; ide até Ele, vivei na sua graça e tereis a vida eterna. Desça sobre vós e vossas famílias a minha Bênção".
Postar um comentário

Planeta Brasileiro