Sejam Bem-Vindos!

"É uma grandiosíssima calúnia dizer que tenho revoltas contra a Igreja. Eu nunca tive dúvidas sobre a Fé Católica, nunca disse nem escrevi, nem em cartas particulares, nem em jornais, nem em quaisquer outros escritos nenhuma proposição falsa, nem herética, nem duvidosa, nem coisa alguma contra o ensino da Igreja. Eu condeno tudo o que a Santa Igreja condena. Sigo tudo o que ela manda como Deus mesmo. Quem não ouvir e obedecer a Igreja deve ser tido como pagão e publicano. Fora da Igreja não há salvação."
Padre Cícero Romão Batista

domingo, 9 de junho de 2013

A VIDA RELIGIOSA CONSAGRADA

1) DESENVOLVENDO O TEMA

Com a expressão Vida Religiosa Consagrada nos referimos a certos cristãos – homens e mulheres – que vivem uma forma especial de seguimento a Jesus Cristo. Vivem em comunidade. Cultivam a oração. Meditam a Palavra de Deus. E participam na missão evangelizadora da Igreja, com especial atenção aos que foram os preteridos de Jesus; pobres, enfermos, pequenos...Os que abraçam essa forma de vida, não casam, vivem pobremente, e obedecem a regra e constituições próprias do Instituto a que pertencem.
Olhando mais de perto. A Vida Religiosa é uma forma de pertença a Deus e a Cristo, uma adesão amorosa ao Evangelho e ao Reino de Deus. Pode parecer estranho, mas a iniciativa dessa escolha não é da pessoa, mas de Deus. A pessoa sente-se chamada, atraída, envolvida pelo amor de Deus que a solicita. E a certa altura a pessoa se dá conta que esse amor é tudo, vale tudo, merece tudo, está acima de tudo. E então “se rende”. Entrega-se, deixa-se conduzir, coloca-se ao seu dispor: “Senhor, que queres que eu faça?”
Este processo – que tem sabor de enamoramento mas também de luta crucial – culmina na consagração. A consagração, mais do que gesto humano, e gesto de Deus, dom de sua graça, obra de seu amor. A ponto de o consagrado poder dizer como Jeremias: “Tu me seduziste, Senhor, e eu me deixei seduzir. Foste mais forte do que eu e me venceste no teu amor!” (Jer 20,7).
Vida Consagrada é, pois, vida no seguimento de Cristo, que implica partilha de sua vida, seus riscos e esperanças, suas preocupações, seu projeto existencial, suas atitudes vitais e totais, entre elas, a da castidade, pobreza e obediência.
São Francisco e Santa Clara apontam como centro de sua regra: observar o Santo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo e seguir suas pegadas. E as pegadas de Jesus levam na direção do povo, exercitam na convivência fraterna, na missão apostólica, na prática da misericórdia.

2) APROFUNDANDO O ASSUNTO

• “A vida e regra dos irmãos é observar o Santo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, vivendo em obediência, sem propriedade e em castidade” (RB 1). Assim começa a Regra de Vida de São Francisco de Assis. Veja se esta afirmação expressa algo do que foi dito acima.
• Jesus disse a certo jovem: “Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dá-os aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue- me”. E um pouco mais adiante completa: “Todo aquele que, por minha causa, deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher, filhos, terra ou casa, receberá cêntuplo e possuirá a vida eterna” (Mt 19, 21.29). Como lhe ressoam no coração estes textos do Evangelho?

EIS-ME AQUI, SENHOR

Eis-me aqui, Senhor!
Eis-me aqui, Senhor!
Pra fazer tua vontade,
Pra viver do teu amor.
Pra fazer tua vontade,
Pra viver do teu amor.
Eis-me aqui, Senhor!
O Senhor é o pastor que me conduz,
Por caminhos nunca vistos me ensinou
Sou chamado a ser fermento, sal e luz
E por isso respondi: aqui estou!
Ele pôs em minha boca uma canção
Me ungiu como profeta e trovador
Da história e da vida do meu povo
E por isso respondi: aqui estou!
Ponho minha confiança no Senhor,
Da esperança sou chamado a ser sinal,
Seu ouvido se inclinou ao meu clamor
E por isso respondi: aqui estou!

REFLETINDO E RESPONDENDO

1) Tente reunir em algumas frases o que você entende por Vida Consagrada.
2) Tomas de Celano ao referir-se à Francisco de Assis diz que ele - "possuía Jesus de muitos modos: levava Jesus sempre no coração, Jesus na boca, Jesus nos ouvidos, Jesus nos olhos, Jesus nas mãos, Jesus em todo seu corpo" (1Cel 115). A propósito, como é que você testemunha Cristo pela vida?
Postar um comentário

Planeta Brasileiro